O Fundo Posithivo

Fundo PositHiVo

O Fundo PositHiVo, Fundo de Sustentabilidade às Organizações da Sociedade Civil (OSC) que trabalham no campo do HIV/Aids e das Hepatites Virais, foi criado no ano de 2014 com uma missão muito especial: mobilizar recursos para financiar instituições que trabalham com a causa dessas enfermidades. Pelo País, são centenas de organizações da sociedade civil que se dedicam a fortalecer ações de prevenção, assistência e garantia dos direitos humanos das pessoas que vivem e convivem com HIV e com hepatites.

Não é difícil mensurar a importância destas OSC para o cenário de enfrentamento ao HIV/Aids e hepatites virais no Brasil. Porém, boa parte destas organizações enfrentam dificuldades financeiras e técnicas que comprometem a continuidade do seu trabalho social.

Nosso diferencial

É neste cenário que surge o Fundo PositHiVo. A instituição não nasceu com o intuito de oferecer serviços diretos à comunidade, e sim, apoiar as OSC que trabalham com elas.

O Fundo PositHiVo se dedica à mobilização de recursos por meio de diversas fontes financeiras de apoio. Recursos esses que serão destinados às ONG que trabalham no campo das HIV/Aids e hepatites virais. O repasse destes recursos às OSC será feito em formato de edital público, proporcionando que todas as organizações interessadas possam ser beneficiadas.

Por “mobilização de recursos” entende-se não é apenas a captação financeira ou de materiais e de serviços, mas, principalmente, a adesão de pessoas e da conquista de novas parcerias. Afinal, o Fundo deseja uma real e efetiva mobilização da sociedade através da ampliação da base social de apoio à causa do HIV/Aids e hepatites virais.

Outro objetivo do Fundo PositHiVo é o de financiar projetos para comunidades de base; ajudar na capacitação técnica das OSC; fortalecer atuação em parceria entre diferentes organizações; e fomentar a necessidade de planejamento, monitoramento e avaliação de ações.

Afinal, o desafio pela manutenção, fortalecimento e autonomia dessas OSC é, acima de tudo, garantir o exercício pleno da cidadania e melhor qualidade de vida.

Segundo a “Rede de Fundos Independentes para a Justiça Social”, existem hoje no País outras dez organizações dessa natureza atuando em diversos campos temáticos, como: Fundo Brasil de Direitos Humanos – trabalhando para promoção dos direitos humanos; Fundo ELAS – voltado exclusivamente para a promoção de direitos de mulheres jovens e adultas no Brasil; Fundo Baobá – voltado para ações de equidade racial; Fundo Socioambiental Casa – atuando na sustentabilidade ambiental. Compõem ainda esta rede mais quatro fundações cujas missões se assemelham aos princípios e políticas de um Fundo independente, como: Brazil Foundation; Instituto Rio; Instituto Grande Florianópolis e o Instituto Baixada Maranhense.

É nesse caminho que se apresenta a criação do “Fundo PositHivo”, primeiro fundo social fomentado por um órgão do governo federal (Ministério da Saúde), que pretende constituir um orçamento privado e independente com recursos de diferentes fontes financiadoras do cenário da filantropia no País, que possibilite o financiamento de projetos desenvolvidos pelas OSC que trabalham nesse campo.

Os fundos sociais configuram-se como instituições sociais sem fins lucrativos, com caráter independente e privado.

O Fundo PositHiVo já publicou três editais públicos (até setembro de 2017), dois deles voltados ao tema do HIV/Aids e Hepatites Virais, e outro voltado a uma questão correlata: a epidemia pelo vírus da zika no estado de Pernambuco. Ao todo, 35 OSC já foram beneficiadas por estes editais, levando educação e informações sobre prevenção, testagem e tratamento destas infecções a milhares de pessoas em todas as regiões do Brasil.

Mobilização

As fontes financeiras de apoio consideradas como potenciais parceiras do Fundo PositHiVo estão presentes em todos os setores da sociedade. Desde financiadores que desejam contribuir como “pessoa física”, até empresas, fundações, organismos internacionais e fundos públicos. O engajamento de todos estes setores consiste numa grande mobilização social em torno da causa do HIV/Aids, Hepatites Virais e temas correlatos.

Contato.


Avenida São Luís, 50 sl. 72G – República – São Paulo/SP
+55 11 3129-9055