Cordel Vida forma jovens multiplicadores na Paraíba

Projeto-Cordel3-Face

Somente no primeiro semestre de 2016, mais de 500 novos casos de infecção por HIV foram registrados no estado da Paraíba, a maioria entre jovens. Este triste fato é um retrato dos dados divulgados recentemente pelo Programa das Nações Unidas para o HIV/Aids (Unaids) e pelo próprio Ministério da Saúde, segundo os quais o Brasil vem registrando uma alta preocupante de novos casos, especialmente entre jovens – na contramão do que vem ocorrendo no resto do mundo.

O Cordel Vida – Centro de Orientação e Desenvolvimento de Luta Pela Vida é uma Organização da Sociedade Civil (OSC) que há 11 anos luta para reverter o aumento dos casos de HIV/Aids na capital paraibana, João Pessoa, e região metropolitana. Desde junho, o Cordel conta com suporte financeiro e logístico oferecido pelo Primeiro Edital Público do Fundo PositHiVo. Estes recursos estão sendo utilizados para viabilizar o projeto “Jovem Multiplicador”, que vai formar 100 jovens como multiplicadores de conhecimento sobre este árduo – mas necessário – assunto.

“É muito mais interessante para os jovens receberem mais informações sobre HIV/Aids de outros jovens do que de técnicos”, explica Rosi Farias, vice-presidente e coordenadora do Cordel Vida. “É uma questão de pertencimento. Este jovem se identifica mais ao ouvir uma pessoa como ele falar de um assunto do qual ele pode ter dúvidas e receios”.

Os jovens formados pelo projeto do Cordel vão atuar em escolas e comunidades carentes – muitas com preocupantes índices de violência – dos municípios de João Pessoa, Bayeux, Cabedelo e Santa Rita. “Muitos novos casos de HIV são registrados entre jovens da comunidade LGBT. São garotos e garotas que vivem o estigma do medo e do preconceito, e que muitas vezes são difíceis de serem alcançados com conhecimento. Daí a importância deste projeto com os próprios jovens”, diz Rosi.

Em parceria com o poder público dos próprios municípios, e em parceria com outras instituições, o Cordel Vida está identificando jovens com potencial para se tornarem multiplicadores de conhecimento. A primeira capacitação destes jovens já teve início, e está ocorrendo na cidade de Bayeux. “Em Setembro trabalharemos em Santa Rita e posteriormente em Cabedelo e João Pessoa”, informa a coordenadora.

Em 11 anos de existência, esta é a primeira vez que o Cordel Vida está atuando com apoio de recursos privados. Tais recursos foram oferecidos pelo edital público e são ofertados pelos parceiros financiadores do Fundo PositHiVo. “Estas novas formas de financiamento são muito importantes e proporcionam acesso a um número maior de pessoas. É preciso uma ação contínua para reverter este aumento de casos”, comemora Rosi Farias.

Projeto-Cordel-Face

Contato.


Avenida São Luís, 50 sl. 72G – República – São Paulo/SP
+55 11 3129-9055