Veja os projetos escolhidos no edital sobre o vírus da Zika

O Fundo PositHiVo definiu nesta terça-feira, 26 de setembro, os projetos contemplados no edital público “Saúde Sexual e Reprodutiva no Contexto do Zika Vírus”. Voltado para as cidades pernambucanas de Recife, Olinda, Caruaru, Petrolina e Goiana, o edital teve como objetivo elencar projetos voltados a ações de base comunitária, destinados e multiplicar informações e desenvolver estratégias integradas de prevenção ao vírus da zika. O público-alvo dos projetos é composto por mulheres, jovens, profissionais de Saúde, de Educação e gestores públicos.

Este é o terceiro edital público promovido pelo Fundo PositHiVo, mas o primeiro que tem como foco um tema diferente ao do HIV/Aids e Hepatites Virais. O Conselho da instituição decidiu abrir o leque de ações que podem ser contempladas, abraçando também causas correlatas. A epidemia de zika se encaixa neste perfil, pois também abrange a necessidade de prevenção sexual.

Ao todo, cinco organizações da sociedade civil (OSC) foram escolhidas para ter seus projetos contemplados com recursos financeiros e administrativos mobilizados pelo Fundo PositHiVo. Os projetos devem durar oito meses, de 8 de outubro de 2017 a 8 de maio de 2018.

Conheça as OSC contempladas e seus projetos na área do vírus da Zika.

Organização: GTP+ – Grupo de Trabalho em Prevenção Positivo
Projeto: “Lampião e Maria Bonita Superprevenidos na Luta Contra o Zika Vírus”
Objetivo: Possibilitar ações educativas de prevenção e de promoção da defesa dos direitos humanos relacionados ao vírus da ZIika junto à população jovem.

Organização: Instituto PAPAI
Projeto: “Homens e o Cuidado no Contexto da Epidemia de Zika Vírus”
Objetivo: Promover um maior envolvimento dos homens em ações de prevenção e cuidado no contexto da epidemia de Zika Vírus na cidade de Caruaru.

Organização: Instituto Mara Gabrilli
Projeto: “Cadê Você? Um Olhar para Recife no Contexto do Zika Vírus”
Objetivo: Criar rede de proteção e apoio para a população com deficiência e seus familiares e disseminar multiplicadores na perspectiva de promover direitos a saúde sexual e reprodutiva no que tange a epidemia do Zika Vírus.

Organização: Casa da Mulher do Nordeste
Projeto: “Mulheres da Periferia de Recife no Combate ao Zika Vírus”
Objetivo: Promover ações de base comunitária com a formação de multiplicadoras mulheres e jovens estudantes junto à estratégias integradas de mobilização e prevenção com a comunidade e profissionais de Educação e de Saúde.

Organização: Grupo Curumim Gestação e Parto
Projeto: “Saúde, direitos sexuais e reprodutivos: novas e velhas demandas em tempos da  epidemia do vírus Zika.”
Objetivo: Ações de articulação política junto à gestão municipal, formação técnica e política junto a profissionais de Saúde e Educação, ação educativa de formação sociopolítica junto a adolescentes, jovens, mulheres e população LGBT nas cidades de Goiana e Petrolina.

Contato.


Avenida São Luís, 50 sl. 72G – República – São Paulo/SP
+55 11 3129-9055