Conheça as Caravanas Culturais “Mais Fortes Que a Zika”.

IMG_0099

Realizadas nos meses de novembro e dezembro de 2017 nos cinco municípios pernambucanos onde o projeto atua – Olinda, Recife, Goiana, Caruaru e Petrolina , e em parceria e articulação com as cinco organizações selecionadas pelo Edital do Fundo PositHivo, a Caravana Mais Fortes que a Zika, foi o instrumento lúdico-pedagógico desenhado pelo Fundo PositHiVo com o objetivo de criar ações que contribuíssem para a diminuição da epidemia do Zika vírus em Pernambuco através da arte educação.
A Caravana foi responsável por:
Divulgar/apoiar as atividades do projeto nas comunidades beneficiadas;
Aproveitar o espaço livre das praças, nas referidas cidades, para promover informações sobre direitos sexuais e reprodutivos das mulheres e cuidados com a saúde, na perspectiva de controle do Zika vírus e cuidado das pessoas afetadas.

76

Atrações culturais educativas da Caravana nas cinco cidades:
A Caravana teve como eixo central a participação do “Som da Rural”, um projeto cultural muito famoso no Nordeste, especialmente em Pernambuco. Com o Som da Rural, foi disponibilizada uma um automóvel “Rural Willys 1969” – tipo de veículo que era muito utilizado na zona rural – equipada com som, luzes e telões, que divulgava o projeto pelas as cidades convidando o público a participar do evento educativo que se iniciava sempre por volta das 18 horas; As atrações contaram com diferentes atividades: exibição de vídeos curtos sobre Zika e direitos sexuais e reprodutivos das mulheres; ação artística das palhaças Violetas da Aurora; Grupo de Teatro do GTP+ “Lampião e Maria Bonita”; apresentações musicai; e a participação de D. Camisilda, personagem que foca a promoção do preservativo feminino, com demonstrações feitas ao público.
Os grupos locais de cada comunidade identificados pelas organizações parceiras para atuarem nos eventos foram: Banda Curica e Caboclinhos do Carijó de Goiana (em Goiana); Mazurca Pé Quente (em Caruaru) e Samba de Véio da Olha de Massangano, em Petrolina, todos utilizando as referencias e culturas locais.
A ação na praça teve uma média de 2.5 horas de duração e eram intercaladas por diálogo com o público presente. Em todos os locais contamos com profissionais de saúde presentes para apoiar a Caravana no momento de tirar dúvidas do público sobre a Zika.
Foram distribuídas cerca de 2.000 cartilhas sobre Zika, criadas especialmente para o projeto, além de preservativos masculinos e femininos

Assista o vídeo:

Contato.


Avenida São Luís, 50 sl. 72G – República – São Paulo/SP
+55 11 3129-9055