Associação das Prostitutas da Paraíba – APROS-PB

20171130_152454

A Associação das Prostitutas da Paraíba – APROS-PB, foi instituída em 2001 como organização não governamental, sem fins lucrativos. A APROS-PB desenvolve ações de a prevenção às IST/HIV/AIDS/Hepatites Virais e Direitos Humanos, com o público de prostitutas da Região Metropolitana de João Pessoa, que compreende, além da capital, os municípios de Bayeux, Santa Rita Cabedelo, Sapé, Mamanguape, Itabaiana, Campina Grande, Patos e Cajazeiras. A partir do ano de 2017 a APROS-PB passou a atuar na região nordeste : Recife/PE, Salvador/BA, Fortaleza/CE, Aracajú/SE, Natal/RN e Teresina/PI.

A APROS-PB é apoiado desde 2017 pelo Fundo PositHiVo para desenvolver o projeto: “Transformação: Articulando práticas de teatro, de prevenção combinada e Advocacy”. O projeto desenvolve oficinas educativas sobre as estrategias da prevenção combinada ao HIV/AIDS, rodas de conversas, curso de formação, apresentações teatrais, distribuição de insumos de prevenção nos locais de prostituição, encaminhamento das prostitutas aos serviços de saúde para fazerem o teste rápido para o HIV via fluido oral.

20171129_144300

O Projeto tem atuado sistematicamente para sensibilizar os gestores de saúde sobre a temática da prostituição e prevenção ao HIV/AIDS, esse processo teve como resultado a constituição da parceira entre a APROS e Gestores, a OSC tem realizado dentro das unidades básicas de saúde discussões sobre prevenção das IST/HIV/AIDS/HV e as novas tecnologias de prevenção PEP e PREP, com as pessoas que estão esperando o atendimento médico .

IMG-20180713-WA0013

Para a Coordenadora do Projeto Sheilla Araújo dos Santos, “as atividades de triagem, prevenção, diagnóstico e cuidado que a APROS-PB tem desenvolvido, demonstra a necessidade de atingir as populações-chaves de profissionais do sexo nos seus locais de sociabilidade e nos horários de trabalho em que elas estão nos pontos de prostituição. Nesse sentido, o fortalecimento das atividades apoiadas pelo Fundo PositHiVo tem nos permitido alcançar os lugares e pessoas em que o Sistema Único de Saúde – SUS, não garante abrangência dos seus serviços. Em linhas gerais, o projeto tem oportunizado que a APROS-PB se articule com o SUS para delinear as novas estratégias de prevenção combinada destinada às prostitutas”

20171130_143457

20171130_143512


Clique aqui,

APOIE E

FAÇA A SUA

colaboração.

<

Contato

Nome:

E-mail:

Mensagem:


www.fundoposithivo.org.br - all rights reserved ® 2018